Quantos convidados?

É certo que a vontade é de convidar o mundo todo para testemunhar a felicidade do casamento, mas como a vida não é como o nosso querido filósofo René Descartes disse: “Penso, logo Existo!”, o número de convidados depende alguns fatores. Muitos noivos fazem um casamento mais minimalista convidando apenas a família mais direta e amigos chegados, outros incluem também família mais afastada e outros incluem ainda conhecidos dos pais.

Não é de todo estranho que o convite se estenda a familiares ou amigos da família com quem os noivos nunca se relacionaram diretamente, pois muitos casamentos têm ainda participação muito ativa dos pais na escolha dos convidados.

Seguramente já se devem ter apercebido que os convites mais formais vêm em nome dos pais dos noivos, ou seja, os pais convidam a assistir ao casamento dos seus filhos. Esta participação dos pais no planeamento do casamento e escolha dos convidados deve-se em grande parte aos costumes vindos do passado e ao facto de alguns pais contribuírem com o pagamento de grande parte das despesas do casamento.

Independentemente do enquadramento nos tópicos acima, vale lembrar que um convite se estende sempre ao seio familiar.

Por exemplo, ao convidar um amigo, dita o bom senso que o convite seja também para a esposa e filhos. Não é de bom tom que se façam restrições, muito embora haja algumas culturas que excluam por exemplo as crianças pequenas do evento.

Para mais facilmente se organizarem, o ideal é que os noivos criem em conjunto uma lista! Esta folha servirá também para registo das confirmações, cálculo de custos, organização das mesas…

Em termos de número de pessoas num casamento, podem ir desde uma versão mais simplista com menos de 50 pessoas, incluindo família e amigos mais chegados, a casamentos dignos de um qualquer festival de verão com largas centenas de pessoas.

Se gostou deste artigo e se foi útil para você, partilhe-o com os seus amigos!

Shopping Cart (0)

Carrinho

Enviar mensagem
1
Estamos online
Olá, podemos ajudar?